Blog

Descubra o que é biotecnologia

Cientista com jaleco branco, desfocado no fundo da foto. Suas mãos com luvas azuis está em destaque, segurando uma amostra de alguma planta.

Descubra o que é biotecnologia

Você sabe o que é biotecnologia e sua importância para a sociedade?

Segundo a ONU, “biotecnologia significa qualquer aplicação tecnológica que utilize sistemas biológicos, organismos vivos, ou seus derivados, para fabricar ou modificar produtos ou processos para utilização específica.” (ONU, Convenção de Biodiversidade 1992, Art. 2).

Ou seja, biotecnologia nada mais é a ciência que, a partir de organismos vivos, cria produtos para melhorar a forma como vivemos, usando de conhecimentos acadêmicos, experimentação e constante inovação.

Cientista com jaleco branco, desfocado no fundo da foto. Suas mãos com luvas azuis está em destaque, segurando uma amostra de alguma planta.

A História da Biotecnologia

As técnicas de biotecnologia se iniciaram por volta de 6.000 a.C. com os processos de fermentação para produção de bebidas alcoólicas. Posteriormente, a fermentação também começou a ser utilizada para a fabricação de pães, queijos, vinagres e iogurtes.

No século XVII, o pesquisador Anton Van Leeuwenhoek descobriu a existência de seres minúsculos por meio do microscópio, mas apenas em 1876, Louis Pasteur provou que esses microrganismos eram os causadores da fermentação.

Apesar desta ciência já existir há milênios, o termo “biotecnologia” foi criado apenas em 1919 pelo engenheiro húngaro Karl Ereky. Foi também no período das Guerras Mundiais que houve um aumento expressivo em estudos para a fabricação de explosivos e munições através da utilização de produtos biotecnológicos. Aconteceram também outros avanços no segmento como a descoberta da penicilina por Alexander Fleming, em 1928.

Depois disso, as pesquisas em biotecnologia seguiram aumentando, levando à criação de novos campos de estudos como a engenharia genética, técnicas como a do DNA recombinante e eventos marcantes como o nascimento do primeiro mamífero clonado, a ovelha Dolly.

Segundo estudos da consultoria Deloitte, a biotecnologia representa hoje cerca de 27% do mercado global. A expectativa é que em 2024 esse número aumente para 31%. Isso se deve a fatores como o envelhecimento da população mundial e o crescimento no número de doenças crônicas.

Conheça alguns dos resultados mais importantes já desenvolvidos a partir do estudo da biotecnologia:

  • Marcadores moleculares, que permitem a análise da diversidade genética e os testes de paternidade;
  • Engenharia genética, também chamada de tecnologia do DNA recombinante, que possibilita a obtenção de transgênicos, denominação ampla dada aos Organismos Geneticamente Modificados (OGMs);
  • Sequenciamento de DNA, que permite o conhecimento do genoma dos organismos e sua aplicação no melhoramento genético;
  • Clonagem de animais;
  • Estudos de células tronco.

 

Bioeconomia no Brasil

No Brasil, programas de apoio à biotecnologia começaram a surgir por volta da década de 1980. Um exemplo foi a criação do Fundo Setorial de Biotecnologia que, de acordo com o site do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), tem como foco “promover a formação e capacitação de recursos humanos, fortalecer a infraestrutura nacional de pesquisas e serviços de suporte, expandir a base de conhecimento da área, estimular a formação de empresas de base biotecnológica e a transferência de tecnologias para empresas consolidadas, realizar estudos de prospecção e monitoramento do avanço do conhecimento no setor”.

A biotecnologia é considerada prioridade estratégica no Brasil desde 2003, e em 2007 foi criado o decreto Nº 6.041 que estabeleceu a Política de Desenvolvimento da Biotecnologia.

 

Alguns dados sobre economia e empreendedorismo na área de biotecnologia no Brasil:

  • Segundo o estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD) de 2013, o Brasil ocupa a 12° colocação no ranking mundial em relação ao número de empresas de biotecnologia.
  • Em 2011, o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP) realizou a pesquisa Brazil Biotech Map. O levantamento apontou que 86,1% das empresas de biotecnologia no Brasil estavam concentradas em São Paulo (40,5 %), seguido de Minas Gerais (24,5%), Rio de Janeiro (13,1 %) e Rio Grande do Sul (8 %).
  • Segundo a última Pesquisa de Inovação (PINTEC) realizada pelo IBGE, o número de companhias que utilizam biotecnologia no Brasil cresceu 41,9% de 2011 a 2014.
  • O Brasil se destaca por ser pioneiro na pesquisa e utilização de produtos agrícolas geneticamente modificados, além de desenvolver e comercializar conhecimentos de biotecnologia agrícola de ponta.

Mapa do Brasil mostrando a concentração de empresas de biotecnologia. Alguns estados estão em destaque e são eles São Paulo, com a concentração de 40,5% das empresas de biotecnologia do país, Minas Gerais com 24,5%, Rio de Janeiro com 13,1% e Rio Grande do Sul com 8%.

Brazil Biotech Map (CEBRAP), mostrando a concentração de
empresas de biotecnologia em alguns estados do Brasil

 

Cada vez mais a biotecnologia tem adquirido grande importância do ponto de vista econômico e o Brasil tem se posicionado como um grande mercado desse segmento. Um dos motivos é o tamanho de sua população pois, quanto maior o número de habitantes de um país, maior é o consumo de medicamentos, alimentos, vacinas, entre outros produtos da biotecnologia.

Porém, para que a produção de conhecimento em biotecnologia no país alcance o mesmo potencial consumidor, há uma série de investimentos que precisam acontecer:

  • Educação, para aumento da capacitação profissional;
  • Infraestrutura de pesquisa e desenvolvimento;
  • Proteção à propriedade intelectual;
  • Regulamentação adequada;
  • Regras para transferência de tecnologia;
  • Incentivos comerciais e de mercado;
  • Marco legal que garanta segurança jurídica.

 

Áreas de aplicação da biotecnologia

Com o uso das ferramentas de biotecnologia é possível desenvolver produtos e soluções para aplicação em áreas como agricultura, alimentação, bioenergia, bioinformática, indústria química, eletrônica, meio ambiente, pecuária, saúde (humana e animal), dentre outros.

Alimentos transgênicos, processo de purificação da água, desenvolvimento de novos medicamentos, decomposição de resíduos, entre outros, são exemplos de aplicação dos conhecimentos de biotecnologia que fazem parte do nosso cotidiano.

 

O profissional de biotecnologia

Diagrama mostrando as áreas que compõem a Biotecnologia. São elas: biologia, bioquímica biologia molecular, química, química industrial, engenharia e engenharia química.

Quem opta pelo estudo da biotecnologia irá atuar em uma área inovadora por natureza, com forte background acadêmico com grande foco no desenvolvimento de pesquisas. Assim como o campo de estudo, o profissional de biotecnologia se torna multidisciplinar. Isso se deve ao curso ter em sua grade diversas matérias como biologia molecular, bioinformática, engenharia bioquímica, engenharia genética, química industrial, entre outras.

Após a conclusão do curso de biotecnologia, o profissional poderá atuar com Pesquisa e Desenvolvimento, com análises genéticas e diagnóstico, na indústria farmacêutica, de insumos, cosméticos e alimentos, entre outros setores, como os citados anteriormente.

O empreendedorismo, a desburocratização e investimentos no setor são fundamentais para tirar a pesquisa da bancada e aplicá-la no mercado, podendo assim solucionar problemas da sociedade.

 

O BiotechTown

O BiotechTown foi criado para viabilizar o surgimento e promover o crescimento de novos produtos e negócios de Biotecnologia e Ciências da Vida. Para isso, realiza investimentos financeiros em startups da área por meio do Programa de Desenvolvimento de Negócios, facilita o desenvolvimento de pesquisa por meio do laboratório aberto (Open Lab) e o desenvolvimento de lotes-piloto e lotes comerciais na planta de produção (CMO).

Ao participar do Programa de Desenvolvimento de Negócios do BiotechTown, os empreendedores, que podem ser pesquisadores que desenvolveram soluções no meio acadêmico, têm acesso a formação e mentorias relacionadas à gestão, profissionalização da empresa, estabelecimento de milestones e drivers de crescimento. O BiotechTown trabalha lado a lado com os empreendedores para que os negócios cheguem com sucesso ao mercado e promove conexões cruciais para o sucesso do negócio, no contato com os primeiros clientes para validação de produtos e prospecção de investidores. O Programa de Desenvolvimento de Negócios possui metodologia própria, validada e customizada de acordo com a necessidade de cada startup.

 


Saiba mais sobre a história da biotecnologia em history.biotechweek.org.


Fontes:

https://blog.keeplearning.school/conteudos/biotecnologia-futuro-da-especie
https://www.significados.com.br/biotecnologia/
http://www.biologia.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=50
http://www.mma.gov.br/comunicacao/item/7510-biotecnologia.html
http://history.biotechweek.org/
https://www2.deloitte.com/global/en/pages/life-sciences-and-healthcare/articles/global-life-sciences-sector-outlook.html
https://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/fundos/fndct/fundos_CeT/ct_biotecnologia/ct_biotecnologia.html
http://rvq.sbq.org.br/imagebank/pdf/rodneinoprelo.pdf
http://history.biotechweek.org/

 

Compartilhe este post:
voltar